juntos servindo o proximo

Quem somos

voluntariado

O Exército de Salvação foi fundado em 1865, quando William Booth foi chamado por Deus para declarar guerra à pobreza, à miséria e ao pecado num dos bairros mais infames do leste de Londres.

Inicialmente tinha o nome de Missão Cristã, mas pouco a pouco começou a ter um cariz militar e em finais de 1878 passou a ter a designação de "Exército de Salvação". Desde então o trabalho tem crescido grandemente e hoje está espalhado por todo o mundo. Um dos lemas do Exército de Salvação é "Sopa, Sabão e Salvação".

Desejando servir o povo português, o Exército de Salvação começou oficialmente o seu trabalho em Portugal a 28 de Janeiro de 1972. Desde então tem-se desenvolvido continuamente e está hoje implantado de norte a sul do país: Porto, Castelo Branco, Sintra, Lisboa e São Brás de Alportel (Algarve).

Sendo parte integrante da comunidade evangélica, o Exército de Salvação tem um credo solidamente baseado na Bíblia; esse credo encontra-se resumido em onze Artigos de Fé. Consequentemente, o ensino salvacionistas está alicerçado numa base doutrinária claramente definida.

escudo vermelho

O Escudo Vermelho é o emblema do Exército de Salvação mais reconhecido internacionalmente, símbolo de confiança e prontidão no serviço a todos os necessitados.

Em 1915, o Coronel Walter Peacock, um muito respeitado Oficial do Exército de Salvação canadiano, desenhou e introduziu o escudo vermelho nas fileiras canadianas que então serviam em França. Foi pouco depois adoptado mundialmente; este emblema tornou-se conhecido como o "Escudo Vermelho" ("Red Shield"), um símbolo do serviço do Exército de Salvação

Enquanto que muitas denominações da Igreja Cristã têm uma forma distinta de vestir para o clero, o Exército de Salvação é quase único ao incentivar todos os seus membros a utilizarem uma roupa especial: o uniforme.

Os primeiros evangelistas da Missão Cristã (primeiro nome do Exército de Salvação) usavam fatos de corte clerical, com casacos, chapéus altos e gravatas pretas. Depois de a Missão passar a chamar-se Exército (1878), foi acordado que um uniforme tipo militar fosse adoptado.

O primeiro capitão do Exército de Salvação, um antigo limpa-chaminés chamado Elijah Cadman, é apontado como tendo sido o impulsionador da utilização do uniforme tipo militar, depois de ter declarado numa das primeiras reuniões:

"Eu gostaria de utilizar roupas que dissessem a toda a gente que eu significo a salvação para o mundo".

bandeira comando espanha portugal

Em todo o mundo, a bandeira do Exército de Salvação é um símbolo da guerra que o Exército de Salvação trava contra o pecado e a exclusão social e humana.
O vermelho simboliza o sangue derramado por Cristo, o amarelo representa o fogo do Espírito Santo e o azul significa a pureza de Deus Pai, reflectindo assim a doutrina da Trindade em que os salvacionistas, como cristãos, crêem. É usada em cerimónias tais como a dedicação de crianças e o alistamento de soldados; por vezes é colocada sobre o caixão no funeral de um salvacionista.

MEMBRESIA

Aderentes – São pessoas de boa reputação e carácter que consideram o Exército de Salvação como a sua igreja, assistindo às reuniões (cultos) e contribuindo para o sustento da obra.

Soldados – São todos aqueles que, tendo feito uma decisão de fé em Jesus, sentem que o Exército de Salvação deve ser a Igreja onde devem seguir a Deus. Depois de um período de avaliação mútua como recrutas, assinam os 'Artigos de Fé', onde estão sintetizados os seus deveres e responsabilidades como soldados. Os soldados mantêm a sua profissão e demais ocupações, mas o seu tempo livre é dedicado à obra salvacionista.

Oficiais – Os oficiais são recrutados entre os soldados. Após um curso interno no Colégio de Cadetes (seminário salvacionista), são comissionados como oficiais, tornando-se assim ministros de culto. Dedicam-se a tempo inteiro à obra salvacionista, e para tal recebem uma pequena subvenção que lhes permite viver modestamente.
O Exército de Salvação defende desde sempre a absoluta igualdade entre os sexos e a ordenação das mulheres. Os graus e promoções são atribuídos indistintamente a oficiais independentemente do seu género (sexo).

O Exército de Salvação é caracterizado por um ministério muito abrangente, que envolve uma componente espiritual, como igreja, e também uma forte parte social, que o leva a ser uma das mais reconhecidas instituições mundiais, operando como uma ONG (Organização Não-Governamental).

Imprimir

voluntariado

donativos